O Cão em 2014

Terminou 2014, que em termos de atualizações foi disparado o pior ano da história do Cão. E a tendência não é melhorar.

O que acontece é muito simples: hoje em dia, o Facebook rouba audiência de tudo. Infelizmente, as pessoas se tornaram extremamente preguiçosas: para não poucas, navegar na internet tornou-se sinônimo de acessar a rede de Zuckerberg, e com isso não clicam em links que as levem para fora do Facebook. Consequentemente, um texto será mais lido se for postado diretamente no FB (e, principalmente, se for curto – não esqueçam da preguiça reinante) do que se for publicado em um blog meio desconhecido (caso deste) com link para quem navega no Facebook clicar.

Óbvio que acho isso uma bosta, e não simplesmente porque meu blog perdeu a pouca relevância que já teve. O Clube do Hardware publicou um editorial que explica muito bem o quão problemática é essa situação: quem investe na internet depende, fundamentalmente, de audiência para que seu negócio prospere. Nem toda página é comercialmente viável (e às vezes o “investimento” não é em busca de retorno financeiro, para o meu blog basta que os textos sejam lidos e comentados, de maneira a serem relevantes), mas com o Facebook tornando-se sinônimo de “internet” para muitas pessoas, importantes endereços da web estão sofrendo prejuízos: com menos audiência, os banners de publicidade têm menos visualizações e também menos cliques; com isso, anunciar na internet torna-se menos atrativo para as empresas que anos atrás o fariam sem pestanejar.

Mas o prejuízo não é só para quem investe na internet, é também para todos os que navegam pela rede. Como o próprio editorial do Clube do Hardware lembra, hoje em dia quando temos dúvidas sobre algum assunto simplesmente perguntamos no Facebook, quando “antigamente” (ou seja, uns cinco anos atrás) buscávamos páginas e fóruns especializados no assunto. O que isso quer dizer é: a qualidade da informação que recebemos também caiu muito, pois não sabemos se a fonte é alguém que realmente entende do assunto ou se é apenas alguma pessoa metida a dar palpites sobre tudo.

“O Cão Uivador vai acabar?”, alguém pode perguntar. A resposta é não. De maneira alguma acabarei com o blog, por dois motivos. O primeiro, é que acho bom ter um espaço meu para publicar o que escrevo (mesmo que eu mesmo acabe “pirateando” o texto para o Facebook). Já o segundo, é uma esperança: um dia o FB há de se acabar, tal qual o Orkut (aliás, deixou saudades). E o Cão seguirá.

Bom, agora chega de “mimimi” e vamos ao relatório.

Aqui está um resumo:

Um comboio do metrô de Nova Iorque transporta 1.200 pessoas. Este blog foi visitado cerca de 8.100 vezes em 2014. Se fosse um comboio, eram precisas 7 viagens para que toda gente o visitasse.

Clique aqui para ver o relatório completo

Anúncios

O Cão em 2011

Os duendes de estatísticas do WordPress.com prepararam um relatório para o ano de 2011 deste blog.

Aqui está um resumo:

A sala de concertos da Ópera de Sydney tem uma capacidade de 2.700 pessoas. Este blog foi visitado cerca de 60.000 vezes em 2011. Se fosse a sala de concertos, eram precisos 22 concertos esgotados para sentar essas pessoas todas.

Clique aqui para ver o relatório completo.

O Cão em 2010

O WordPress.com enviou aos blogueiros que utilizam a plataforma algumas estatísticas sobre o ano de 2010 em cada um deles. Achei interessante compartilhar as do Cão com os leitores.

O que achei mais curioso (além dos termos digitados nos sites de busca e que resultaram em visitas ao blog), é que dos cinco textos mais lidos em 2010, nenhum foi postado no ano que recém acabou… O mais novo – que é também o mais lido – é de dezembro de 2009.

Aliás, o fato de haver dois textos sobre futebol entre os cinco só me faz ter mais certeza: o esporte bretão dá audiência… Ainda mais em ano de Copa do Mundo – o mais lido é justamente o texto em que dou palpites sobre o Mundial. Foi graças a ele que o blog atingiu o recorde de visitas em um só dia – foi em 10 de junho, véspera da abertura da Copa.

A Copa do Mundo também ajudou a elevar a audiência do 5º texto, sobre os hinos nacionais (mais especificamente, sobre o hino da Rússia) – que é também o mais velho dos cinco, postado em setembro de 2007.

————

Os duendes das estatísticas do WordPress.com analisaram o desempenho deste blog em 2010 e apresentam-lhe aqui um resumo de alto nível da saúde do seu blog:

Healthy blog!

O Blog-Health-o-Meter™ indica: Uau.

Achamos que foi fantástico!

Números apetitosos

Imagem de destaqueO Museu do Louvre é visitado por 8,5 milhões de pessoas todos os anos. Este blog foi visitado cerca de 82,000 vezes em 2010, o que quer dizer que se fosse uma exposição no Louvre, eram precisos 4 dias para que as mesmas pessoas a vissem.

Em 2010, escreveu 260 novos artigos, aumentando o arquivo total do seu blog para 1023 artigos. Fez upload de 75 imagens, ocupando um total de 8mb. Isso equivale a cerca de 1 imagens por semana.

O seu dia mais activo do ano foi 10 de junho com 977 visitas. O artigo mais popular desse dia foi Meus primeiros palpites para a Copa 2010.

De onde vieram?

Os sites que mais tráfego lhe enviaram em 2010 foram cloacanews.blogspot.com, classemediawayoflife.blogspot.com, twitter.com, blogdokayser.blogspot.com e google.com.br

Alguns visitantes vieram dos motores de busca, sobretudo por cao uivador, gremio, palpites copa do mundo 2010, transgenicos e leite

Atracções em 2010

Estes são os artigos e páginas mais visitados em 2010.

1

Meus primeiros palpites para a Copa 2010 dezembro, 2009
10 comentários

2

Documentário: “Criança, a alma do negócio” março, 2009
10 comentários

3

Por que o Corinthians é tão detestado? dezembro, 2007
70 comentários

4

Diziam que os transgênicos eram tão bons… maio, 2008
1 comentário

5

O hino nacional mais bonito setembro, 2007
15 comentários

200 mil acessos

Nesta quinta-feira, o Cão Uivador ultrapassou a barreira dos 200 mil acessos desde 17 de agosto de 2007 (dia em que veio para o WordPress). Logo, é provável que já faça um tempinho a mais que tal número tenha sido alcançado, mas foi hoje que ele pôde ser visto no contador.

Não deixa de ser irônico que buscas por “Libertadores” (devido à conquista obtida por outro clube da cidade do Grêmio) tenham trazido mais visitantes ao Cão no dia de hoje (já superou, às 7 da noite, o total de acessos das 24 horas de ontem), o que acelerou a passagem da marca histórica, mas ainda assim, muito obrigado, leitores!

Pergunta que não quer calar

Até quando durarão as BOSTAS de falhas no WordPress.com?

Desde o dia 24 de dezembro, há problemas para acessar blogs hospedados no WP.com, assim como os painéis (e o interessante é que às vezes acesso o meu blog e não consigo entrar em outros que são WP.com). São falhas temporárias, duram poucos minutos. Não sei quantas vezes acontecem por dia, mas não devem ser poucas.

Às vezes chego a dizer: “agora a falha tá durando mais do que o normal”. O problema é que isso não devia ser NORMAL.

Dois anos, e mais de 100 mil acessos

Se alguém verificar o número de acessos que o Cão já teve, pensará que me confundi no título desse post – ou, pior ainda, que menti.

Mas não me confundi, e tenho certeza de estar falando a verdade. Pois se no momento que escrevo são contabilizadas pouco mais de 99 mil visitas, é preciso lembrar que esse número refere-se aos acessos desde 17 de agosto de 2007, quando o Cão mudou para o WordPress.

O blog iniciou-se em 14 de maio de 2007, no Blogspot. Não acredito que tenha tido menos de mil visitas nos três meses de Blogspot.

Assim, me sinto no direito de “comemorar”, neste 14 de maio de 2009, duas marcas importantes. A primeira são os mais de 100 mil acessos. A segunda, é o segundo aniversário do blog, e em “ascenção”, visto que um ano atrás o contador do WordPress registrava pouco quase 24 mil visitas, o que me fazia “especular” o número de quase 30 mil visitas no primeiro ano de existência do Cão – provavelmente houve umas 6 mil visitas quando o blog estava no Blogspot. Assim, me permito dizer que o número de acessos mais que dobrou: quase 30 mil no primeiro ano, mais de 70 mil no segundo.

Pode parecer “contentamento com pouco” comemorar 100 mil acessos em dois anos, visto que há muitos blogs que alcançam tal número em um dia. Mas não se pode esquecer que estes são pertencentes a grandes empresas de comunicação: o fato de estarem lá hospedados ajuda muito. Já o Cão não tem tanta visibilidade, assim, sempre comemorei cada “dezena de milhar” no número de acessos – até os 50 mil, depois parei. Agora, 100 mil achei digno de ser celebrado. Não sei se darei destaque aos 200 mil – bom, acredito que tenho pelo menos um ano e meio para pensar se comemoro ou não…

Nesses dois anos, o que moveu o Cão foi unica e exclusivamente o meu tesão por escrever. Mas, é claro, também pesou muito o fato do blog ser lido. O que adiantaria eu publicar textos que ninguem lesse?

Por isso, deixo aqui registrado o meu agradecimento a ti, leitor, razão de existir do Cão Uivador. Seja esporádico, regular, gremista, colorado, desde 2007, 2008 ou 2009. Muito obrigado!

Blogs têm força nos EUA, e ainda engatinham no Brasil

Não foram poucas as vezes que o Hélio Paz citou, em seus posts, a força dos blogs – e da própria internet – nas campanhas políticas dos Estados Unidos. Tanto que a vitória de Barack Obama na eleição presidencial se deveu ao competente uso das ferramentas oferecidas como redes sociais e blogs.

Para termos uma idéia de como andam as coisas por lá: começou a circular nesta semana em Chicago e São Francisco um jornal cujo conteúdo é exclusivamente oriundo da internet. É o “The Printed Blog”, que inicialmente será semanal, mas aspira à circulação diária. O jornal será distribuído em estações de transporte público nas duas cidades, gratuitamente. Sendo baseado em blogs, obviamente se pode ler o jornal pela internet, inclusive baixá-lo em formato PDF.

Uma iniciativa dessas por aqui teria chances de dar certo? Atualmente, acredito que não. Nos EUA, os blogs têm importância para a política e na formação da “opinião pública” (tanto que há gente disposta a anunciar em um jornal que expresse uma visão diferente da dominante). No Brasil, continuam muito restritos.

Pegando o meu próprio exemplo: em um ano e cinco meses e meio no WordPress, o Cão teve quase 77 mil acessos. Pode parecer bastante, mas é muito pouco, considerando que há blogs e páginas ligadas a grandes grupos de mídia que alcançam tal número de acessos em menos de um dia. E quando me conecto no WordPress, os blogs destacados (mais acessados) muitas vezes tratam de fofocas e celebridades – ou seja, são pautados pela televisão. Não podemos chamar isso de “mídia independente”…

Outro fator que pesa contra é, no caso dos blogs políticos, o fato de muitos serem partidarizados. Pois a força da mídia corporativa se deve à sua alegada “imparcialidade”: quem usa o senso crítico obviamente não acredita nessa balela, mas boa parte das pessoas lê jornais e revistas semanais, e assiste telejornais, e acredita que tudo o que é dito é “a verdade”. Acho extremamente honesto dizer de qual lado se está, mas resumir a política à defesa de determinados partidos e à luta pelo poder político é uma idéia equivocada.

É preciso lutar por idéias, não por partidos. Bons exemplos são movimentos como os Amigos da Rua Gonçalo de Carvalho: politizados (pois a luta em defesa da natureza também é política) sem serem partidarizados. Ainda mais quando boa parte das pessoas se tornou descrente da política partidária: prova disso é que o único partido forte que se baseava na defesa de um ideal, o PT, tornou-se igual aos outros que tanto criticava.

Momento histórico para o Cão Uivador

Quando o blog se aproxima de completar 60 mil visitas desde 17 de agosto de 2007 (quando veio para o WordPress), mais um fato histórico a ser destacado. Nesta madrugada de domingo, a TV Cão, além de oferecer bons documentários, passa a contar com “produção própria”.

Os dois primeiros vídeos, que posto abaixo, foram gravados na quarta-feira, durante a manifestação de diversas entidades porto-alegrenses contra o projeto Pontal do Estaleiro, na Câmara Municipal de Porto Alegre. Quando os manifestantes ingressavam no plenário, os seguranças da casa tentaram impedir, alegadamente devido às palavras de ordem e ao porte de um megafone e um tambor por parte dos manifestantes. Infelizmente, não consegui gravar o início do tumulto.

Para saber mais sobre o assunto, visite os blogs Porto Alegre Vive e Salve o Pampa.