Documentário sobre o assassinato de Elton Brum

O Coletivo Catarse começou a produção de um documentário sobre o assassinato do sem-terra Elton Brum. O filme será a oportunidade de divulgar o que de fato aconteceu no último dia 21 de agosto em São Gabriel, já que a mídia corporativa está do lado dos grandes latifundiários e não divulgará informações que atentem contra os interesses deles.

Porém, a belíssima iniciativa tem custos financeiros consideráveis para uma cooperativa de comunicação com poucos recursos (e que mesmo assim fez muitos ótimos trabalhos, inclusive matérias para a TV Brasil). Cada ida a São Gabriel com uma equipe de duas pessoas, para dois dias de filmagem, custa cerca de 500 reais. E a produção do documentário certamente demandará muito mais do que isso.

Quem puder contribuir com qualquer quantia, terá seu nome inserido nos créditos do filme (envie e-mail a gustavo.turck@coletivocatarse.com.br com o nome completo). Abaixo, a conta para depósito:

GUSTAVO TÜRCK
BANRISUL
Agência 0075
c/c 3904206105
CPF 99821109004

Anúncios

Momento histórico

Quinta-feira, 18 de dezembro de 2008. Cedo, mas não tão cedo.
Partimos da cidade de São Gabriel em direção à Southall. Para lá rumavam centenas de pessoas para enfim terminar uma marcha interrompida em 2005 pela Ministra e então presidente do Supremo Tribunal Federal Ellen Gracie. Desde domingo esse grupo veio caminhando até São Gabriel desde o ponto do interrupto jurídico, o município de Santa Margarida do Sul. Hoje, completariam a jornada, descerrariam os cadeados da porteira da Southall e tomariam aquilo que sempre lhes foi de direito: a terra – a NOSSA terra!

Direitosos de plantão: antes de deixarem seus comentários raivosos, pelo menos assistam ao vídeo acima.

O assentamento em São Gabriel fará com que um pedaço de terra que abrigava apenas uma família, passe a ser cultivado por centenas. Movimentará mais o comércio do município, dará novo fôlego à região que há anos está estagnada por ser predominantemente de latifúndios.

Leia mais no blog Conquista de Caiboaté.