Robert Fisk: “Jornalistas têm de ter lado”

Como eu já disse há uns três meses, “imparcialidade” é balela. O termo é um “engana-bobo”, usado para dar a impressão de que falamos “a verdade, nada mais que a verdade”. É uma das melhores maneiras de se transformar uma mentira em verdade.

Quem é honesto não esconde de que lado está. Assim não engana os outros.

Não só os jornalistas, mas todos nós, temos de ter lado, e principalmente, estar ao lado dos que mais sofrem.

Leia o artigo de Robert Fisk aqui.