Interessantíssima Copa

Terminada a primeira fase da Copa do Mundo, percebi alguns fatos interessantes com base na lista das 16 seleções classificadas para as oitavas-de-final.

Como a decepção da África. Afinal, com a Copa sendo realizada pela primeira vez no continente, esperava mais das seleções africanas. Mas quase que nenhuma delas passa: a única a se classificar foi Gana, e foi por pouco, visto que a Sérvia quase buscou o empate em 2 a 2 contra a Austrália, resultado que eliminaria os ganeses e levaria os sérvios às oitavas-de-final. Sem contar a África do Sul, que mesmo tendo um time muito fraco, jogava em casa e foi eliminada: nunca um anfitrião de Copa havia parado na primeira fase. Até mesmo os Estados Unidos, em 1994, chegaram às oitavas.

Aliás, que evolução tiveram os Estados Unidos! Já falei de 1994. Em 2002, eles foram “zebra”, indo até as quartas. Já em 2010, ficaram com justiça em 1º lugar num grupo que tinha a Inglaterra como favorita. E acredito que chegam pelo menos até as quartas.

Se a África decepcionou, a Ásia tem um ótimo desempenho, com duas seleções (Coreia do Sul e Japão) nas oitavas-de-final, repetindo o feito de 2002 (quando ambas as seleções jogavam em casa – e a Coreia foi até as semifinais). A propósito, a classificação japonesa foi merecidíssima: pensar que em meu primeiro prognóstico para a Copa, feito logo que saíram os grupos, apontei que no grupo E a única certeza seria a eliminação do Japão…

Também vai muito bem a América Latina. O México mais uma vez vai às oitavas – mas para, provável e infelizmente, já cair fora. Tudo porque terá pela frente a Argentina, que vem jogando o melhor futebol da Copa. Os demais sul-americanos também estão nas oitavas, com o continente tendo seu melhor desempenho desde quando passou a ter direito a cinco representantes (na verdade são “quatro e meio”, já que uma das vagas é disputada em repescagem contra outra confederação): todas as seleções da América do Sul passaram da primeira fase. Nas quartas, teremos no máximo quatro, já que Brasil e Chile se enfrentam nas oitavas, mas é certo que um sul-americano já está lá.

Em compensação, a Europa tem um de seus piores desempenhos, com apenas seis seleções nas oitavas-de-final (para se ter uma ideia, em 2006 tal número correspondia aos europeus nas quartas-de-final; em 1994, sete europeus estavam entre os oito melhores). E eles já vão “se matar”, restando apenas três para as quartas. Assim, já é certo que não teremos uma “Eurocopa” nas semifinais, como aconteceu em 2006.

E não nos surpreendamos se, pela primeira vez na história das Copas, não tivermos nenhuma seleção europeia entre as quatro melhores, e também se as semifinais forem uma “Copa América”.

Acabada a primeira rodada…

Meus palpites DEFINITIVOS para a Copa, que invariavelmente serão TODOS errados!

  • Grupo A
    • Em dezembro, eu dizia que o grupo A era imprevisível. Agora, continuo achando, mas um pouco menos. Pelo futebol apresentado na primeira rodada, dá África do Sul e México – só não sei ainda quem fica em primeiro. Pode até ser que um deles perca o lugar para a França ou o Uruguai, mas dificilmente os dois últimos passarão – ainda mais com a bolinha pra lá de quadrada que jogaram sexta;
  • Grupo B
    • Nesse, dá Argentina e mais um. Gostei mais da Coreia do Sul, que ganhou com autoridade da Grécia (aliás, os gregos cada vez mais comprovam que a conquista da Eurocopa de 2004 foi a maior zebra da história do futebol). Já a Nigéria foi bem contra a Argentina (e perdeu graças a um gol ilegal), vejamos como se sai diante da Grécia. A vaga será decidida entre nigerianos e sul-coreanos na última rodada;
  • Grupo C
    • Não vi Argélia x Eslovênia. Já Inglaterra e Estados Unidos fizeram um jogo realmente sonolento: o gol inglês saiu no começo, e depois minha cabeça começou a balançar, me segurava para não dormir… Só acordei com o frango de Green. Com base no que ouvi falar de Argélia e Eslovênia, arrisco dizer que dá Inglaterra e EUA, nessa ordem;
  • Grupo D
    • Taí minha favorita ao título por enquanto. A Alemanha foi o time que mais gostei na primeira rodada: jogou com a bola no chão, para a frente (esse é o verdadeiro “futebol bonito”, bem diferente de dribles e dribles sem sair do lugar) e poderia ter metido uma goleada histórica na fraca Austrália. E Miroslav Klose vai para mais uma Copa de vários gols seus: fez cinco em 2002, cinco em 2006 (quando foi o artilheiro)… Fará cinco em 2010? Ou mais que isso? A segunda vaga deve ficar com Gana, que venceu a Sérvia com um gol de pênalti: o jogo foi ruim mas o resultado foi justo;
  • Grupo E
    • O melhor de Holanda x Dinamarca foram suas torcedoras, pois o jogo em si foi ruim. Ainda assim, as duas devem passar – com a Laranja ficando em primeiro, e tomara, apresentando o seu melhor futebol. Eu queria ver Camarões repetir o espetáculo de 1990, mas parece que não será nessa Copa;
  • Grupo F
    • Itália e Paraguai me surpreenderam: marcaram gols! Pois pela tradição defensiva dos dois times, eu apostava no 0 a 0. O grupo está rigorosamente empatado (já que Nova Zelândia e Eslováquia também empataram em 1 a 1), mas as vagas ficam com Itália e Paraguai;
  • Grupo G
    • A primeira vaga é do Brasil, pela tradição. A Coreia do Norte vendeu caro sua derrota na estreia, mas terá de incorporar a Grécia de 2004 para seguir em frente – assim, aposto que a segunda vaga fica entre Costa do Marfim e Portugal;
  • Grupo H
    • Ficou indefinido, pois a Espanha vai brigar pela vaga com Suíça e Chile, que largaram na frente. Suíços e espanhóis devem ganhar de Honduras, já contra os chilenos é bem mais complicado. É capaz do grupo ser decidido no saldo de gols.