Lançamento do filme “O Grande Tambor”

Acontece neste domingo, 12 de dezembro, no Teatro Guarany em Pelotas, o lançamento do filme “O Grande Tambor”, produção do Coletivo Catarse com apoio do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN). Também haverá mais três sessões de lançamento:

  • Dia 13 (segunda-feira), às 20h, no CineBancários, em Porto Alegre;
  • Dia 15 (quarta-feira), em Canela;
  • Dia 16 (quinta-feira), às 21h, no Afrosul Odomodê, em Porto Alegre.

Sinopse (copiei do Alma da Geral):

O filme narra a trajetória do Tambor de Sopapo, que carrega a história da diáspora africana no Rio Grande do Sul. Sua matriz vem pelas mãos e mentes dos africanos escravizados para a região das charqueadas, ao extremo sul do Brasil. É considerado sagrado, retumbando o som por séculos de um purificar religioso para os rituais de matança – realidade presente nas propriedades que produziam o charque entre os séculos XXVIII e XIX. Mas, a partir na década de 1950, inicia seu caminho no carnaval, quando surgiram as primeiras escolas de samba do estado. O Grande Tambor conta uma parte da história sobre a contribuição dos afrodescendentes na formação simbólica e cultural do povo do Rio Grande do Sul. Sobreviveu pelas mãos de Mestre Baptista, Griô, que preservou a memória e a arte da fabricação de um instrumento de som grave e marcante e que hoje é patrimônio brasileiro.

Assista ao trailer:

Anúncios

Dia da Consciência Negra

Ótima reportagem realizada pelo Coletivo Catarse, que foi ao ar na última terça-feira pela TV Brasil. Alguns dos depoimentos são parte do filme O Grande Tambor, de lançamento previsto para dezembro.