Moral de cuecas

Uma das máximas dos defensores do status quo é “o trabalho dignifica o homem”.

Para eles, pobre é vagabundo que não aproveita as oportunidades. Não tem dignidade, não merece ser ajudado pelos que a têm.

———-

Se o que escrevi acima fosse verdade, não existiria Bolsa de Valores. Pois lá se ganha (muito) dinheiro sem trabalhar.

Porém, também se perde. É como se fosse um cassino: nem todo dia se ganha, e, para uns ganharem, outros têm que perder…