“Tempos modernos”, na íntegra

O 1º de maio acabou há meia hora, e como o camarada aqui “vagabundeou”, posta atrasado sobre o Dia do Trabalhador. Desta vez, é mais vídeo e menos texto: assista ao clássico “Tempos Modernos”, de Charlie Chaplin, na íntegra.

Impressionante o quanto este filme de 1936 continua atual. Afinal, se hoje em dia não vemos trabalhadores pirando na linha de montagem, agora eles perdem o controle nos escritórios, como aconteceu com o russo abaixo.

Anúncios

1º de maio

Tá, o dia foi ontem… Mas não custa nada lembrar, já que o camarada aqui “vagabundeou” ontem e não postou.

A propósito, o “sonho” dos que cultuam o “trabalho acima de tudo” não é exatamente o que mostra o filme “Tempos Modernos”? Homens comportando-se como máquinas, porque “a produção não pode parar”. Afinal, descansar é “coisa de vagabundo”.

O dia 1º de maio é “do trabalho” ou “do trabalhador”? Sem dúvida alguma, é do trabalhador.

Tem de ser do trabalhador. Pois foi de uma greve por redução da jornada de trabalho (ou seja, por uma vida melhor, com mais tempo livre para o descanso), iniciada em 1º de maio de 1886 na cidade de Chicago, que surgiu a comemoração.