Vive la France!

Anúncios

O hino nacional mais bonito

No final da tarde da segunda-feira, antes da aula, o papo com os colegas tomou a direção dos hinos nacionais.

Era meio que “indiscutível” a admiração pelo hino nacional da França – a famosa Marselhesa. Também acho que o hino brasileiro é bonito, assim como o do Rio Grande do Sul.

Mas na minha opinião, nenhum ganha do hino nacional da Rússia. Talvez a minha adoração pelo frio influencie, mas procuro esquecer o gelo do inverno russo e continuo achando que eles têm o hino nacional¹ mais bonito de todos.

E a história da adoção do atual hino – que tem a mesma melodia do antigo hino da União Soviética, mas a letra modificada² – é no mínimo curiosa. Tem a ver com… Futebol!

Após o colapso da URSS, em 1991, a então recém-nascida Federação Russa adotou como hino uma música sem letra. Os jogadores da seleção de futebol pediram ao governo que o hino tivesse uma letra para ser cantada: eles afirmavam que o fato de apenas ouvirem o hino da Rússia enquanto os adversários cantavam músicas que exaltavam o patriotismo fazia com que o time russo já entrasse em campo perdendo. Chegou a ser feito um concurso para a adoção de uma letra, mas em 2000 o presidente Vladimir Putin decidiu restaurar o antigo hino soviético, apenas modificando a letra.

Não sei como postar uma música aqui, então recomendo esta página, que tem inúmeras versões dos hinos russos, da era tzarista à atualidade. Baixando o hino atual e o adotado entre 1991 e 2000, percebe-se que Putin tomou uma excelente decisão.

Só é uma pena que a seleção russa continue perdendo. Pelo visto, o problema deles não é hino…

———-

¹ Se eu falasse simplesmente em “hinos”, obviamente que ganharia o do Grêmio…

² O antigo hino soviético tem trechos de sua letra que falam sobre “a vitória comunista”, o que não combina com a atualidade russa.