Em breve, TODOS os meus jogos no Olímpico

Terminei de montar no Excel a tabela de todos os jogos que fui no Olímpico: eu anotei tudo, mas o fazia em um arquivo de Word, que não somava automaticamente os gols marcados e sofridos pelo Grêmio em cada partida.

Fui 257 vezes ao Olímpico. Vi o Grêmio marcar 512 gols e sofrer 232. Depois pretendo contabilizar vitórias, empates e derrotas.

Como uma brincadeirinha (publicarei a resposta domingo), abaixo vão alguns números. Tente adivinhar a que partida cada um deles corresponde. O primeiro nem vou pedir que adivinhem, já digo que foi Grêmio 2 x 3 Botafogo, no dia 16 de setembro de 1995, pelo Campeonato Brasileiro. Agora, os outros números, para facilitar, correspondem apenas a partidas importantes.

13, 17, 37, 74, 86, 128, 141, 142, 150, 182, 198, 224, 231.

————

Ah, e o título não é mera “promessa eleitoral”. Pretendo postar, “parceladamente”, a lista inteira – escrevendo um pouco sobre os jogos que mais lembro.

Top 10

Não começo nunca a minha lista de 30 jogos marcantes… E até foi bom. Cheguei à conclusão de que se fosse escrever um texto para cada, levaria muito tempo. E se fosse pôr todos no mesmo, ficaria gigantesco.

A nova ideia – e essa sim eu pretendo cumprir – é de um “top 10”. Não veio por acaso, pois no post em que anunciei a intenção de fazer uma lista de 30 jogos, meu amigo Leonardo Sato comentou que é “viciado em fazer listas”, com um único critério: o valor para ele. E, pensando bem, me parece uma ideia interessante – claro que aplicando o critério “valor para mim” (a do Sato, quem tem de fazer é ele…).

Vou, então, postar várias listas de “top 10”. Não defini datas específicas, para não correr o risco de descumprir o cronograma. Mas pretendo começar logo (pois já faz um mês que tive a ideia de fazer uma lista!).

Os direitosos (nem tão) engraçados

Como já escrevi no dia 6, o governo Lula está longe de ser dos meus sonhos. Mas, como escreveu o Luiz Fernando Verissimo, não entro no coro dos descontentes por causa das péssimas companhias que teria se entrasse.

Por incrível que pareça, tem direitoso apavorado. Crêem que o Brasil está a um passo de se tornar um país comunista! E, para darmos mais gargalhadas, já vi gente que acha que a culpa não é só do Lula: para eles, o “regime socialista” começou com o governo Fernando Henrique!

Certa vez li um artigo que acusava, pasmem, a RBS (sim, a RBS!) de ser petista! Na certa o autor acredita também que Roberto Marinho era comunista desde criancinha – e que ele, como “bom comunista”, comia criancinhas, é óbvio. Certamente ele as saboreava logo depois do programa da Xuxa.

Esses dias, recebi por e-mail o link de uma destas páginas direitosas, com artigos que acusam o governo Lula de ser comunista (é claro!). Nem vou repassar, porque não quero dar mais audiência a esses caras. Afinal, eu acho engraçado eles dizerem que estamos a um passo do comunismo, mas é perceptível a saudade que eles sentem da ditadura militar. E se eles voltarem ao poder, não vai ter graça nenhuma.

———-

Na página a qual me referi, tem um jogo cujo objetivo é matar o maior número possível de patos que têm a cara do Lula. Caso alguém descubra um jogo no qual devemos caçar tucanos, me repasse.