Contagem regressiva

Trinta e nove. Quase quarenta.

Idades terminadas em “nove” geralmente são uma “contagem regressiva” para o “número redondo” que vem logo ali na frente. Apesar de que, no meu caso, sempre caem nos anos de “final zero”.

Lembro de quando eu era criança e procurava calcular qual seria minha idade em determinados anos. Fiz a conta para 2000, deu 19. Depois fui para 2010, e o resultado obviamente foi 29. Avancei para 2020, e achei que o 39 era demais.

Mas eis que o dia chegou. Falta um ano para completar 40, que é a metade de 80. Por todas as estimativas de expectativa de vida no Brasil, já ultrapassei o “meio do caminho”, o que deixa muita gente apavorada – ainda que esteja longe de entrar no “grupo de risco” da covid-19.

Só que eu me divirto com o fato. Dou risada de gente mais nova que se acha muito velha e reclama de não ter feito determinadas coisas. Dá aquela vontade de chamar para uma conversa e dizer “ouça a voz da experiência”…

O que não quer dizer que não tenha nenhuma preocupação. Elas existem, e são relacionadas com a pandemia.

A primeira, obviamente, é não contrair a moléstia. Mesmo não sendo do “grupo de risco”, a ideia de ter algo que pode afetar meu paladar por meses é bem desagradável.

Já a segunda diz respeito diretamente ao final da “contagem regressiva” que começa hoje. Pois quero poder festejar minhas quatro décadas de vida, mas isso só será possível se houver vacinação ou um tratamento precoce (que não é nenhum daqueles propagandeados pelo “presidente”) para a covid. E apesar de alguns resultados promissores quanto a vacinas, sei que ainda vai levar um bom tempo para que uma delas ingresse na minha corrente sanguínea.

Eis meu desejo de aniversário: algo que se ocorrer vai se concretizar quando já estiver quase completando outro ano de vida. Que venha logo essa vacina, pois em outubro de 2021 quero celebrar presencialmente e podendo abraçar as pessoas: ficar longe é bem pior do que o uso de máscara, quem se nega a usar merecia levar uma surra bem dada para de repente deixar de ser idiota.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s