Noventena

Desde 19 de março passo a maior parte do tempo em casa. Já são mais de 90 dias. Dizer que “me acostumei” é um exagero: não vejo a hora de poder voltar a abraçar as pessoas sem medo de covid-19.

Ainda mais que em meio a estes três meses perdi minha avó Luciana, falecida no último dia 5 aos 98 anos. Por mais que ela estivesse sofrendo com as limitações impostas pela idade avançada e a saúde debilitada nos últimos tempos, tudo o que eu mais gostaria era de poder abraçar e ser abraçado no velório (com público reduzido pela pandemia) dela e nos dias que se seguiram. Atos de carinho impedidos por causa de um vírus desgraçado e de uma “quarentena” que nem se pode reclamar de “não terminar nunca”, visto que para grande parte das pessoas ela jamais começou – por não terem o privilégio de poder ficar em casa ou por serem idiotas individualistas.

Até quando? Eis a grande dúvida.

Em março, quando tudo isso começou, acreditava que em junho pelo menos já veríamos uma “luz no fim do túnel”. E de fato a enxergo agora, quando o comércio reabre e uma galera faz fila para entrar em shopping: é um trem vindo em nossa direção.

A verdade é que já me conformo com a ideia de passar as festas de final de ano trancado em casa (ainda que eu tenha gostado do último réveillon, sem ter ideia da “beleza” do 2020 que começava). Tudo por culpa de gente maldita que não pensa nas demais pessoas.

Inveja enorme do Uruguai, onde o governo nem precisou impor quarentena: o senso de coletividade da população uruguaia foi suficiente para as pessoas ficarem em casa e lojas fecharem as portas temporariamente; por conta disso, restam poucos casos ativos no país – boa parte justamente na fronteira com o Brasil, que em muitos trechos é “seca”, sem acidentes geográficos a separarem os dois lados. Temos muito a aprender com nosso pequeno grande vizinho.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s