Inédito: a mudança de horário me afetou

Celebrei o fim do horário de verão, apesar de gostar dele, pois significa que o outono está no horizonte. Sim, isso é algo bom.

Porém, não contava com algo diferente em 2017 em relação a anos anteriores: no primeiro dia útil após a mudança do horário eu trabalhei até pouco depois das 19h. E senti bastante a diferença, ao contrário de anos anteriores quando em tal horário já estava em casa ouvindo a Voz do Brasil (é sério).

Afinal, sexta-feira saí no mesmo horário. Fazia muito calor e tinha sol.

Por sua vez, na segunda-feira só tinha o calorão. O sol há muito já tinha ido.


Em compensação, até hoje nunca tive problemas com a entrada do horário de verão – que é quando acontece a maior parte do “mimimi”. Embora seja bem verdade que quando começou o “finado” horário de verão 2016/17 eu não saia do trabalho às 19h em nenhum dia, mas sim por volta das 18h todos os dias: em outubro tal hora já tem sol mesmo que vigore o horário normal.

Anúncios