Eu sei que miojo faz mal

Dias atrás, sem comida pronta e com preguiça de cozinhar, resolvi fazer um miojo para almoçar. E de gozação pensei em fotografar e postar no Instagram. Afinal, há quem até deixe a comida esfriar de tanto procurar o “ângulo perfeito” para “mostrar ao mundo” o que está comendo — mesmo que seja algo corriqueiro, tipo… Miojo. Não seria a primeira vez que eu ironizaria tal mania: ano passado tive de ir a uma emergência devido a dores nas costas que quase me impediam de dormir, causadas por um mau jeito na coluna; tomei medicação “na veia” para aliviar o desconforto e resolvi publicar uma foto do remédio no Instagram.

Mas decidi não postar absolutamente nada sobre o meu almoço, seja no Instagram ou no Facebook. Pois aí estaria a mercê de algumas das pessoas mais chatas da face da Terra: aquelas que adoram tretar por qualquer coisa nas redes sociais. Já imagino alguns dos comentários que viriam: “Que horror, comendo miojo, isso faz mal!”, “Cadê a salada?”, dentre outros “conselhos” irritantes.

Fora outras experiências próprias que citarei como exemplos:

  • Se reclamo do verão, vem gente me dar “conselho” do tipo “curtir praia”, “me associar em clube com piscina” (me pagar a mensalidade que é bom, ninguém quer), sem contar a mentira de falar que o calor não mata;
  • Manifesto meu conforto com o inverno, aí falam das mortes pelo frio (que é um problema social e não térmico, para que menos pessoas morram de frio é preciso redistribuir renda e não aumentar a temperatura), reclamam da conta de luz pelo aquecedor e o chuveiro elétrico (como se o ar condicionado no verão não gastasse nada), de comer demais (chega a parecer que encher a pança é obrigação);
  • Post de futebol, caso seja clubístico (ou seja, sobre o Grêmio), muitas vezes virou aquelas infinitas discussões “grenalizadas” sobre qual é “o maior” e que são uma gigantesca perda de tempo;
  • Já aconteceu também de postar no Facebook coisas relativas a algumas dores e mesmo distensões musculares, com o objetivo de “autozoeira” relativa à minha idade (que obviamente não é avançada a ponto de eu poder se considerado “velho”, mas ainda assim acho divertido brincar com a minha “velhice”), e ao invés de receber mais zoeira, tive de aturar mais uma vez os MALEDETTOS “conselhos” do tipo “me exercitar” (já estou LITERALMENTE careca de saber que o sedentarismo não é bom) ou “fazer academia” (mais uma vez: me pagar a mensalidade que é bom, ninguém quer);
  • E o que para mim é o pior de tudo: quando reclamam de alguma coisa que compartilho e dizem algo do tipo “não posta mais isso”, achando que têm direito de decidir sobre o que vou publicar no MEU perfil.

Alguém pode muito bem dizer que os “conselhos” são “para o meu bem”, e que reclamações contra o frio ou elogios ao calor são “liberdade de opinião”, e isso não deixa de ser verdade. Mas ao mesmo tempo, é por coisas assim que ultimamente navegar pelo Facebook em especial tem sido uma experiência irritante, e por isso tenho preferido muito mais compartilhar posts de humor ou informativos, com um ou outro comentário de futebol preferencialmente não-clubístico (mas quando falo do Grêmio, às vezes me antecipo aos colorados e toco flauta no meu próprio time). Além, é claro, dos links para os meus textos.

Só que a última “novidade” do Facebook é que o algoritmo agora vai priorizar mais os posts de perfis pessoais, em detrimento das páginas (muitas das quais têm caráter bastante informativo), e dando prioridade ao que é postado no próprio Facebook. Ou seja, vão aparecer mais selfies do que notícias, mais bobagens e menos coisas relevantes.

Resumindo: o que já era chato, vai ficar ainda mais chato. Vamos ter ainda mais “cagação de regra”, já que os posts se referirão ainda mais a questões pessoais. Mas a “nutricionistas” de plantão (por mim podia ter mil aspas pois não me refiro a quem tem graduação em Nutrição), já aviso: sei que miojo faz mal, só que vou comer de vez em quando caso me dê vontade, cuidem de suas vidas e parem de encher o saco.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s