Agora é oficial: o Cão Uivador acabou

Mais de uma vez escrevi o “texto de despedida” aqui deste espaço, mas “na hora H” não publiquei. Achei que era preciso retomar o blog, etecétera e etecétera.

Porém, depois de tão poucas atualizações, chego à conclusão de que mantê-lo perdeu o sentido. Aquele velho Cão Uivador, surgido lá em 2007, na verdade acabou faz tempo.

A primeira crise foi no começo de 2014. Cheguei a falar em deixar de escrever, mas no fim retomei a “labuta”, inclusive adquirindo domínio próprio, o que poderia marcar o reinício do blog.

Porém, veio 2015 e a falta de motivação para escrever aumentou. Em março, cheguei a escrever (pra variar…) o texto de despedida, mas ironicamente foi um lembrete do Facebook de que há 76 dias eu nada postava na página criada para o blog o motivador para eu voltar a escrever. Passaram-se dois meses e apenas mais dois textos foram publicados, além deste.

Não abandonarei a blogosfera. Na real, apenas me atualizo aos novos tempos.

Hoje em dia a maioria dos blogs perdeu a importância que já teve. A grande maioria das pessoas tem “preguiça” de ler “textão”, principalmente se não for no Facebook.

Mas, como tenho esperança (mais que isso, certeza) de que um dia o Facebook acabará, acho bom ter um espaço para publicar minhas reflexões – por mais curtas que sejam. E, como digo, o Cão perdeu o sentido, então acho mais válido ter um blog vinculado ao meu próprio nome. Afinal, a ideia é que seja um espaço realmente pessoal – embora o Cão já o fosse.

Domínio próprio? Por enquanto, não. Talvez um dia, quando as pessoas voltarem a não ter preguiça de ler “textão”.

Anúncios