Sete anos de Cão Uivador

O dia poderia ter passado despercebido, ainda mais se considerarmos as poucas atualizações nos últimos três meses: apenas nove. O Cão Uivador esteve próximo do fim nesse tempo: considerei seriamente a possibilidade de escrever um texto de despedida, para depois me preocupar apenas em postar no Facebook. Aliás, houve quem me dissesse (aliás, ainda há) que blog é perda de tempo, e blá blá blá. Quase me convenceram. Quase.

Em geral, a cada 14 de maio faço alguns comentários que invariavelmente terminam em agradecimento aos leitores. Afinal, o que motivaria um blog a se manter ativo por sete anos? Sem ninguém que o lesse, talvez o Cão sequer tivesse chegado em 2008. Para quem escreve, nada é mais desmotivador do que não ter leitores, por isso, faço questão de agradecer a quem ainda clica nos links, saindo um pouco do Facebook e vindo aqui.

Pois o que me desmotivou foi, sem dúvida alguma, constatar que cada texto aqui publicado, seria mais lido e repercutiria mais se fosse postado diretamente no Facebook. Não quero simplesmente atacar a rede social, pois ela também ajuda o Cão a ser mais lido, já que postando links lá o blog “atinge” mais pessoas. Mas também parece haver um crescimento da preguiça: em geral, ninguém tem muita paciência de ler um texto muito longo. E pior ainda, dificilmente clica em links que levem para fora do FB. Sem contar que, no tocante à discussão do que é postado aqui, já faz mais tempo ainda que ela não se dá no blog, mas sim nos links publicados no Facebook.

Ao perceber a aproximação do sétimo aniversário do Cão, decidi que não podia deixá-lo parado neste dia. Quem sabe o 14 de maio poderia servir de motivação para sua retomada, tentar voltar ao ritmo anterior, de atualizações que não deixam o blog parado por um longo tempo. Porém, decidi não fazer promessas cujo cumprimento não posso garantir. Mas uma decisão está tomada: o Cão não acaba. Segue firme. Pode não ser com frequentes atualizações como até o início do ano, mas continua vivo.

E aos amigos que geralmente curtem o que posto no Facebook, deixo uma dica: acompanhem o blog – que inclusive tem uma página no FB. Até porque considero seriamente a possibilidade de “tirar umas férias” da rede social durante a campanha eleitoral, que tem tudo para ser insuportável este ano: minha presença lá se resumiria a postar links do Cão (até porque teria de manter atualizada a página do blog).

Anúncios