O saudosismo da infância

Das modinhas do Facebook, a de colocar foto de criança no perfil nos dias que antecedem o 12 de outubro é provavelmente a melhor (ou a menos pior, dependendo do ponto de vista). Impressionante o quanto algumas pessoas mudaram, ou continuam parecidas com o que eram na infância.

Lembrar a infância também remete aos brinquedos da época. E um dos mais marcantes para as crianças do final dos anos 80 e boa parte dos 90 foi, sem dúvida, o Pense Bem. Simulando um computador, oferecia diversos jogos com questões sobre diversos temas – ou seja, além de divertido, era também didático. Bem mais interessante fazer contas num Pense Bem do que numa prova de Matemática, né?

O Pense Bem foi meu presente mais festejado no Natal de 1989, mas se não me engano ele passou a virada do ano já na assistência técnica. Não sei se era porque brincava demais com ele, se tinha defeito etc. Mas várias vezes ele foi parar no conserto. E eram um inferno as pilhas dele: seis grandes que gastavam com uma incrível rapidez. Tanto que, depois do Pense Bem, o presente mais festejado foi uma fonte de alimentação ligada diretamente na rede elétrica, que tornava as pilhas desnecessárias.

Abaixo, um vídeo que mostra o Pense Bem em funcionamento. Feliz 1990 a todos!

Anúncios