O dia em que Porto Alegre foi “uma cidade perfeita”

Ano passado comentei que o verão de Porto Alegre tem pelo menos duas coisas boas: além de ter fim, também é a época em que diminuem os congestionamentos e as filas.

Mas a verdade é que nessa terça-feira o calor foi tanto, que sair na rua (coisa que não me arrisquei a fazer) certamente faria a pessoa delirar e achar que a cidade está a coisa mais perfeita do mundo.

Charge que o Kayser desenhou em fevereiro de 2010 (quando o calor foi de “desmaiar o Batista”, mais ou menos como no Natal de 2012)

Anúncios