Sobre o horário eleitoral gratuito

Todo ano par, é sempre a mesma história. Porque ano par tem eleição. E antes dela, um mês e meio de horário eleitoral gratuito, que gera muitas e muitas reclamações do “cidadão médio” brasileiro. Afinal, a propaganda política “atrasa” tudo no rádio e na televisão. Principalmente a novela (o que é um motivo a mais para simpatizar com o “horário político”).

Porém, eu gosto de assistir o horário eleitoral (e dou umas boas risadas com os candidatos bizarros, ao mesmo tempo que temo a eleição de algum deles). Acho interessante ver a maneira como os candidatos se expressam na televisão, mesmo que isso não necessariamente aumente suas chances de receberem meu voto – ainda mais em tempos de internet, quando podemos saber muito mais informações sobre o candidato através de sua página. (Até porque dificilmente tenho maiores dúvidas: desde que votei pela primeira vez, em 1998, a ideologia sempre pesou bastante – principalmente nas eleições proporcionais. Ou seja, não voto em pessoas, mas sim, em ideias. Se a pessoa muda de ideia e eu não, pode esquecer meu apoio.)

Assim, obviamente, assisti ao horário eleitoral hoje à noite, para conferir alguns candidatos a vereador (e dar umas risadas). E o que mais me chamou a atenção, além das bizarrices, foi a artificialidade. É impressionante o quanto se repetem algumas palavras, como “atitude”, “mudança” e “renovação”. Sem contar o clássico “chega de promessas” – expressão que geralmente é seguida por uma… Promessa! Tudo isso não é outra coisa senão “encheção de linguiça”, para disfarçar a completa falta do que dizer da qual sofrem muitos candidatos.

No próximo horário eleitoral (em especial no dos candidatos a vereador), procurarei contar quantas vezes se repetirão algumas palavras “clássicas” como as citadas no parágrafo anterior. Acho que vai ser uma experiência divertida.

————

Em tempo: não embarco na canoa furada do “são todos iguais” ou “político nenhum presta”. Basta saber separar o joio do trigo, que se encontrará muita gente que merece nosso voto. E escolher com base na ideologia, como eu faço, facilita bastante.

Anúncios

2 comentários sobre “Sobre o horário eleitoral gratuito

  1. Pingback: Sul 21 » Sobre o horário eleitoral gratuito

Os comentários estão desativados.