Desperdício olímpico

Quase caí da cadeira quando li a notícia: o velódromo construído no Rio de Janeiro para os Jogos Pan-Americanos de 2007, que custou R$ 14 milhões, vai ser demolido. O motivo: não atende aos padrões exigidos para os Jogos Olímpicos de 2016.

Devido à grana violenta que se gastou nas obras para o Pan, o bom senso indicava que elas também visassem a uma possível organização dos Jogos Olímpicos no Rio (além da Copa do Mundo), visto que já se sabia que a cidade era candidata a sediar o evento. Porém, vemos instalações novas serem descartadas pelo simples fato de que “não servem mais”. Já deu para perceber que o bom senso inexiste na organização da Copa e da Olimpíada.

Mas o maior símbolo deste “desperdício olímpico” é uma obra mais voltada à Copa do Mundo do que aos Jogos Olímpicos: trata-se da reforma do Maracanã.

O estádio foi reformado para o Pan entre 2005 e 2007, e chegou a ficar um ano fechado. Os custos foram elevadíssimos, e ainda assim a reforma não atendia aos padrões exigidos pela FIFA para uma Copa do Mundo (detalhe: quando a obra começou, já se sabia que o Mundial de 2014 seria na América do Sul, e o principal, que a organização provavelmente caberia ao Brasil). Resultado: teve início em 2011 a nova reforma do Maracanã, que irá desfigurá-lo (o que considero um verdadeiro crime contra o futebol brasileiro) e ainda o torna, talvez, o estádio mais caro do mundo.

O “novo Maracanã” servirá também para a Olimpíada de 2016. Se bem que não me surpreenderei caso anunciem que ele precisará passar por uma pequena reforma para os Jogos…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s