Vigília no Olímpico

A data exata ainda não está marcada, mas é certo que em menos de um ano nós gremistas veremos, com lágrimas nos olhos, o fim de nosso templo sagrado, o Estádio Olímpico Monumental. Para muitos ainda não parece ter “caído a ficha”, mas para mim isso começou a acontecer essa semana.

Para marcar este evento triste, mas que ainda assim será histórico, surgiu uma proposta: a de todos os gremistas fazerem uma homenagem ao Olímpico, mantendo vigília na noite anterior à sua demolição. Ideia à qual já aderi.

Como será feita a vigília? Ainda não há uma programação, mas não imagino algo diferente de uma multidão de gremistas passando a noite inteira em torno do Olímpico. Tomando uma cervejinha, comendo um churrasco, relembrando jogos históricos.

(Aliás, algo que pretendo fazer nos próximos meses é ir postando, aos poucos, a lista de todos os jogos do Grêmio nos quais estive presente – sim, eu tenho uma lista, pois nas primeiras partidas o ingresso ainda era de papel, o que facilitava a lembrança; depois comecei a anotar mesmo. Sempre que lembrar fatos sobre os jogos, os mesmos serão postados.)

Não será uma festa, afinal, será a última noite de um estádio muito querido por todos nós gremistas. Despedida, inclusive, contra a vontade de não tão poucos: confesso que não verei a Arena da mesma forma que o Olímpico, já que o último é realmente do Grêmio, enquanto o novo estádio terá seu uso concedido ao Tricolor para só se tornar realmente sua propriedade depois de 20 anos.

————

Siga o Twitter da Vigília no Olímpico: @VigiliaOlimpico.

Anúncios

Um comentário sobre “Vigília no Olímpico

  1. Concordo plenamente, vigilia antes da inaceitável demolição e também antes do último jogo oficial. Poderíamos, em alguns dos grandes jogos que restam, fazer mosaicos homenageando o Olímpico.
    E, pelo que representa o Olímpico na minha vida, jamais tal arena da OAS reprentará algo, é só o local onde o Grêmio passará a mandar seus jogos, visto que o Grêmio sequer poderá treinar lá e o “moderno estádio” só passará a ser nosso depois de longos 20 anos… até lá, muita água vai rolar…

Os comentários estão desativados.