Em 2012, EU VOU VOTAR!

Li a frase acima em um e-mail que recebi em 2001, quando o governo federal, então chefiado pelo presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB), anunciou a necessidade de se poupar o máximo de energia para evitar um grande “apagão” no Brasil. O texto comentava sobre as inúmeras mudanças de hábitos que teríamos de adotar (com direito a jogos de futebol no meio da tarde, mesmo em dias úteis), e terminava com uma frase que denotava esperança:

Mas, no ano que vem, EU VOU VOTAR!

Pois acho que é hora de circular algo semelhante, mas relativo à eleição municipal marcada para 7 de outubro de 2012. Mais precisamente, no tocante a Porto Alegre.

————

Começando pelo lixo, que é um problema sério, e não é de hoje. Ano passado, a coleta simplesmente parou na época do Natal. Não bastasse isso, na madrugada de 25 de dezembro desabou uma senhora chuvarada sobre Porto Alegre, espalhando ainda mais o lixo resultante das ceias. Imaginem o emporcalhamento das ruas…

E eis que no último fim-de-semana, tivemos problema semelhante: o lixo nos bairros em que não há contêineres (que são uma ótima ideia, pena que a maioria das pessoas simplesmente não saiba que eles são só para lixo orgânico e seguem depositando material reciclável neles, graças à falta de informação) não foi recolhido por vários dias, ficando acumulado e causando mau cheiro, que costuma ser intensificado pelo calor.

————

E quem nos representa? Em tese, os vereadores. Porém, não me sinto representado por quem votou em Mauro Zacher (PDT) para presidente da Câmara. Apenas Fernanda Melchionna e Pedro Ruas, ambos do PSOL, votaram contra.

O ridículo “argumento” do PT para votar a favor “em bloco” foi que “havia um acordo entre os partidos” – mesmo que isso significasse ignorar uma moção de repúdio a Zacher aprovada por unanimidade pela própria Executiva do PT de Porto Alegre, na qual foram explicitadas as razões pelas quais o partido deveria votar contra.

————

E quarta à tarde, tivemos a votação da proposta da bancada do PSOL para mudar o nome da avenida pela qual se entra em Porto Alegre: segue lá o ditador Castelo Branco ao invés da Campanha da Legalidade. De positivo, só o fato de saber quais são os vereadores que preferem manter a homenagem a um ditador em nome da “comodidade” (leia-se conservadorismo) – isso sem contar os omissos. Inclusive de partidos que, se fossem coerentes com sua história, votariam em peso a favor da mudança – caso do PDT (fundado pelo líder da Legalidade), que teve só um voto favorável.

  • A favor da mudança:
    • Luciano Marcantônio (PDT)
    • Toni Proença (PPL)
    • Airto Ferronato (PSB)
    • Pedro Ruas (PSOL)
    • Fernanda Melchionna (PSOL)
    • Adeli Sell (PT)
    • Aldacir Oliboni (PT)
    • Engenheiro Comassetto (PT)
    • Maria Celeste (PT)
    • Mauro Pinheiro (PT)
    • Sofia Cavedon (PT)
    • DJ Cassiá (PTB)
  • Contra a mudança:
    • Reginaldo Pujol (DEM)
    • Dr. Raul Torelly (PMDB)
    • Haroldo de Souza (PMDB)
    • Professor Garcia (PMDB)
    • Sebastião Melo (PMDB)
    • Beto Moesch (PP)
    • João Antônio Dib (PP)
    • João Carlos Nedel (PP)
    • Paulinho Rubem Berta (PPS)
    • Waldir Canal (PRB)
    • Nelcir Tessaro (PSD)
    • Tarciso Flecha Negra (PSD)
    • Luiz Braz (PSDB)
    • Mario Manfro (PSDB)
    • Elói Guimarães (PTB)
    • Nilo Santos (PTB)
  • Abstenções:
    • Mário Fraga (PDT)
    • Idenir Cecchim (PMDB)
    • Elias Vidal (PPS)
    • Alceu Brasinha (PTB)
  • Ausentes:
    • Dr. Thiago Duarte (PDT)
    • Mauro Zacher (PDT)
    • Bernardino Vendruscolo (PSD)
    • Carlos Todeschini (PT)

————

Com tudo isso (fora outros inúmeros absurdos), não resta outra alternativa a não ser lembrar, tanto aos administradores da cidade quanto aos ditos “representantes” que não me representam (salvo raras exceções):

Em 7 de outubro de 2012, EU VOU VOTAR!

E além disso, farei questão de lembrar este texto no dia 6 de outubro, véspera da eleição.

2 respostas em “Em 2012, EU VOU VOTAR!

  1. Lamento discordar do camarada mas ao que a atualidade e a falsa democracia dos ricos indicam, a frase “Eu vou votar” se faz as classes dominantes tremer, é de rir!
    Conscientes da farsa que é a sua democracia eles próprios nos apontam as urnas como panacéia para nossos problemas e inconformismos.
    http://blogdomonjn.blogspot.com/2010/09/o-desgaste-da-democracia-representativa.html

    Portanto que em 2012 a gente se INDIGNE como os espanhóis, os egípcios, os tunisinos, os estadunidenses, entre outros que estão indignados e os que se indignarão.

    Sobre as eleições, só para não passar batido, que votemos nos partidos de esquerda (PSOL, PSTU,…) e rejeitemos a socialdemocracia (PT, PCdoB, PSB), até no segundo turno se for o caso. Estes últimos apelam no voto contra a direita e depois de eleito governam com a direita ao lado e com o seu programa debaixo do braço.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s