Maldita Copa

Gosto de futebol e adoro assistir Copa do Mundo. No dia seguinte à grande final, costumo sentir uma “sensação de vazio” por saber que, de novo, só depois de quatro anos.

Mas de uns tempos para cá, apesar de ainda adorar assistir aos jogos, não consigo mais deixar de pensar no que acontece fora de campo. A Copa do Mundo tem servido de desculpa para barbaridades: desde as remoções forçadas de famílias até o absurdo do secretário de Meio Ambiente (é sério!) de Porto Alegre dizer que a aprovação do projeto de lei que tombaria 70 “túneis verdes” na cidade iria “prejudicar as obras da Copa”.

Como tem sido amplamente falado na imprensa nos últimos dias, a proposta de “Lei Geral da Copa” não agradou à FIFA, que poderia inclusive mudar a sede do Mundial. Obviamente a proposta será alterada, pois sabemos que o governo não irá peitar uma entidade que tem mais poder que a ONU. (O que é uma pena, pois se isso acontecesse eu aplaudiria de pé.)

Só que para a FIFA o “problema” não é apenas a previsão legal de meia-entrada para idosos e estudantes. Conforme li nesta notícia do Correio do Povo, o ministro dos Esportes, Orlando Silva, revelou que a FIFA quer também a suspensão do Código do Consumidor durante a Copa! Exato: quem comprar produto defeituoso na época do Mundial (mesmo que a mil quilômetros de distância de qualquer estádio), vai se ferrar bonito.

Cada vez fica mais claro que a Copa do Mundo de 2014 vai é implantar um verdadeiro regime de exceção no Brasil (traduzindo: ditadura). Não duvidemos que a FIFA “sugira” que outras leis sejam suspensas durante a Copa. Afinal, no Mundial passado a entidade máxima do futebol fez o que quis na África do Sul.

Anúncios

4 respostas em “Maldita Copa

  1. Tem mais: a área de entorno dos “palcos” da Copa ficariam sob o controle da FIFA, não das secretarias de segurança, pelo que se escuta por aí.
    Os acordos assinados pelas prefeituras, governos estaduais e federal deveriam ser PÚBLICOS, mas não são.
    Quais os motivos de serem guardados com tanto segredo?

  2. Pingback: A onda revolucionária de 2011 | Cão Uivador

  3. Pingback: Feliz 2014? | Cão Uivador

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s