Democracia nunca é demais

Reparem só na declaração do presidente do Grêmio, Paulo Odone: (Os grifos são meus.)

Ladrão é pouco. Nunca ouvi coisas como tenho escutado. O sujeito pega e te agride mesmo usando as redes sociais. Tem esta falta de censura. Não estamos amadurecidos para este porre de democracia. A internet é muito boa. É um instrumento que permite até derrubar ditaduras, mas ao mesmo tempo as pessoas perdem os limites – disse o presidente.

Impressão minha, ou o presidente gremista sente falta de uma repressãozinha? Foi esse papo furado de que “o povo não estava amadurecido para a democracia” que jogou o Brasil nas trevas da ditadura militar por longos 21 anos (além dos cinco de José Sarney, eleito indiretamente).

————

Uma dica para ti, Odone: se queres parar de ouvir críticas e mesmo ofensas nas redes sociais, trata de fazer algo realmente bom pelo Grêmio, ao invés de rotular os críticos de “falsos gremistas” ou de dizer que “torcem contra” por “interesses políticos”.

Tu não gostas de ser ofendido, e te compreendo totalmente (afinal, quem gosta de ser ofendido?). Ofensa pessoal é algo que condeno. Mas se não consegues suportar críticas ao teu desempenho como presidente do Grêmio (o que é bem diferente de atacar a honra de tua pessoa), renuncia e abre espaço para outras pessoas fazerem algo pelo clube.

Anúncios