Só me resfrio por ser calorento

A estação do Metroclima no bairro Menino Deus aponta 26,6°C no momento em que escrevo. Mas assistirei ao jogo Grêmio x Corinthians no Olímpico (que fica naquela região), com almofada – que só uso em dias frios, já que os bancos de pedra da Social são gelados – e o casaco do meu abrigo do Tricolor, que eu dispensaria em uma tarde de calor.

Pois é, estou resfriado… Tudo porque sou calorento.

Quinta-feira, saí de casa vestindo um moletom – que é bem quente e tem capuz – por cima da camisa, devido à forte neblina em Porto Alegre e a temperatura em torno dos 12°C – nem é tão frio assim, mas com umidade elevadíssima a sensação térmica fica menor. Como de costume, fui caminhando para o trabalho (levo cerca de meia hora), e cheguei lá sentindo calor, até suando um pouco. Logo, assim que entrei no prédio, tirei o moletom, ficando apenas de camisa. Quando parei de suar e sentir calor, vesti novamente o moletom.

No dia seguinte, levantei com dor de garganta. “Pronto, tô ferrado”, pensei. Tomei um antigripal e saí bem agasalhado, não devido à temperatura – que estava em torno dos 15°C – e sim como forma de punição por ter me resfriado. Obviamente, senti calor (e à tarde, realmente fez um pouco de calor).

Ou seja, definitivamente, o que me resfria não é o frio, mas sim o calor. Não o dos termômetros, mas sim o que sinto, e me leva a ficar “desprevenido”. Tanto que já me resfriei várias vezes no verão, por chegar da rua muito suado e ir direto para baixo do ventilador para diminuir o desconforto (ou entrar em ambiente com ar condicionado muito forte).

E o verão é definitivamente a pior época para se pegar uma gripe ou um resfriado: afinal, o ideal é evitar o ventilador ou o ar condicionado, mas isso é por demais complicado quando a temperatura está elevada.

Anúncios

3 comentários sobre “Só me resfrio por ser calorento

  1. Pingback: Faltam 178 dias para o outono « Cão Uivador

Os comentários estão desativados.