“Contra o aborto, em favor da vida”

Simplesmente genial a charge! (Não consegui identificar a autoria.)

Anúncios

13 comentários sobre ““Contra o aborto, em favor da vida”

  1. O que está na barriga da mulher também não é vida?
    E não é uma vida mais frágil que a mulher e a criança?
    Hipocrisia.

    • Também é vida, mas os “defensores da vida” berram defendendo só esta vida. Pouco se importam se a mãe tem condições (financeiras e mesmo de saúde) de ter este filho (que pode ser mais um, como na charge), se o desejava…

      Legalizar o aborto não significa torná-lo obrigatório, logo, não faz sentido toda essa gritaria. E ponto final.

      • Se a mãe não tem condições de tê-lo, por que não previne-se para não tê-lo? É muita irresponsabilidade querer culpar o filho, matando-o, depois de fazer o que não deveria.

          • Não, não me esqueço.

            A percentagem de casos como esses que você citou é tão baixa que uma lei mais geral não seria necessária.

            Ademais, você não negou que o que está na barriga da mãe também é uma vida. Ou seja, se é uma vida, não existe nenhuma justificativa para matá-la. A menos que você seja um sociopata assassino (o que não creio), defenderá a morte de alguém.

            • Pois é, mas a partir de que momento é uma vida? Aos oito, nove meses, tudo bem (até porque, com aborto legalizado, se a mulher não o tiver feito até ali, é melhor ter a criança e entregá-la para um orfanato).

              E mesmo que a percentagem de casos como eu citei seja baixa, acho que merecem ser levados em conta.

              • A ciência diz que a vida começa na concepção*, ou seja, na união dos gametas masculino e feminino. Embora muitos digam que “aquilo” é um “caroço”, é impossível negar que seja uma vida. Fazendo uma analogia, é como o ovo da galinha: você não vê o pintinho e ele ainda não veio ao mundo, mas é sabido que ele está dentro do ovo, esperando apenas o momento certo para nascer.

                * Caso queira, depois coloco algumas referências sobre isso.

  2. Ah, e olha a petulância do menino:

    Eu sei que você está certo, mas não posso admitir OU A falsa ilusão de um abortista http://bit.ly/cfDLUu

    Esses icarianos são pior que câncer. O Voltaire é que tava certo.

Os comentários estão desativados.