Por que não confiar no Irã?

Após mediação brasileira, o Irã aceitou um acordo sobre seu programa nuclear – repassará urânio pouco enriquecido à Turquia, que em troca cederá aos iranianos urânio enriquecido em 20% para uso médico. As principais potências ocidentais (Estados Unidos, Grã-Bretanha, dentre outras) dizem que o acordo é “vago”, e que é preciso esperar para ver se o presidente Mahmoud Ahmadinejad irá cumpri-lo. Ou seja: acham que ele não é confiável.

Mas, afinal, por que não confiar no Irã? Pois justamente quem diz que Ahmadinejad não é confiável e que “ele burlará o acordo para construir uma bomba atômica”, é dono dos maiores arsenais nucleares, com capacidade para destruir o planeta várias vezes (e acham que têm moral para dizer que o Irã não pode ter bomba atômica).

Além disso, não podemos esquecer do passado: os Estados Unidos invadiram o Iraque em 2003 porque o ditador iraquiano Saddam Hussein teria “armas de destruição em massa” (que lhes foram repassadas pelos próprios Estados Unidos, para que fossem usadas contra o Irã na década de 1980). Sete anos depois, só um cego não percebe o tamanho da farsa montada para justificar a invasão, que tinha por único objetivo obter o controle do petróleo iraquiano.

Convenhamos, não é mais fácil confiar no Irã do que nos Estados Unidos?

Anúncios

Um comentário sobre “Por que não confiar no Irã?

  1. Eu já expressei aqui em outro post a minha opinião sobre o Irã. Com relação a política externa brasileira ainda estou avaliando melhor pq a política externa de Lula ñ é o q aparenta.

    Mas aproveitando todo esse assunto de armas, bombas e etc, dá licença q eu vou fazer um atentado terrorista agora:

    “Grêmio é “freguês” do Santos quando joga na Vila Belmiro

    Jogos: 19
    Vitórias do Santos: 13
    Empates: 5
    Vitórias do Grêmio: 1
    Gols do Santos: 37
    Gols do Grêmio: 13″

    http://esportes.terra.com.br/futebol/copadobrasil/2010/noticias/0,,OI4434992-EI14766,00-Gremio+e+fregues+do+Santos+quando+joga+na+Vila+Belmiro.html

    Bum!!! KKK

Os comentários estão desativados.