Guaíba: rio ou lago?

guaibario

A propósito: vi gente afirmando que “Auguste de Saint-Hilaire dizia já em 1820 com todas as letras que o Guaíba era um lago”. Só que eu tenho uma edição do diário de viagem dele (“Viagem ao Rio Grande do Sul”), e pelo que li, ele não tinha certeza alguma. Aliás, na maioria das vezes ele se referia ao Guaíba como “rio”. E também afirmou, quando procurava definir se era rio, lago ou lagoa, que “lago é uma porção de água cercada de terra por todos os lados” – definição que eu aprendi no colégio (ou será que todos os meus professores de Geografia estavam errados?).

Anúncios

8 respostas em “Guaíba: rio ou lago?

  1. Chamar de Rio ou Lago, qualquer um pode chamara ou definir com tal, mas só um Órgão pode classificar um manancial de Rio ou Lago e este até nossos dias chama o Guaíba de RIO.
    A Lei Orgânica do município de Porto Alegre, desde sua publicação até a última alteração em 2007, chama o Guaíba de Rio em doze ou mais oportunidades.
    Mas como para muitos, constitução, Leis Orgânicas e Leis Ambientais não serve para nada, tanto faz ser um ou outro. O que importa é a classificação de quem manda, no caso Vereadores e Prefeito, os demais, como os que se aproveitam da área, tal qual o Ministério Público Estadual e outyros, que fiquem de bico calado e não façam marola, pois se o fizerem perdem o “doce”.

  2. Rodrigo,

    Na real, a questão não é essa: a Constituição Federal de 1988 fala em CURSOS D’ÁGUA – o que mata o problema, pois, a lei FEDERAL está a nosso favor, independentemente do Guaíba ser um lado ou um rio.

    O Atlas de POA tem a reprodução de um mapa de 1700 e lá vão pedradas onde se lê LAGO GUAHYBA. Acredito que o Atlas de Porto Alegre não foi realizado por profissionais comprados. Então, creio que dê pra confiar bastante nos professores e pesquisadores da UFRGS chefiados por Rualdo Menegat. Morfologicamente, o Guaíba é um lago, pois sua vegetação, ritmo e velocidade da correnteza, fauna, flora e tipo de sedimentos (areia, seixos) predominantes costumam resultar de formações lacustres.

    Lago não é uma porção cercada de terra por todos os lados e pode ter correnteza, sim. Afinal de contas, lagos, lagoas, lagunas, córregos, riachos, rios, mares e oceanos podem tranquilamente ser interligados.

    Duvido que tenha sido uma pesquisa voltada a interesses privados ou apenas para criar polêmica.

    Creio que a legítima defesa que as entidades ambientalistas e urbanistas que lutam pela sustentabilidade e pela qualidade de vida em Porto Alegre tem feito de maneira abnegada em nome da esmagadora maioria alienada e ignorante denomina o Guaíba como rio basicamente por dois motivos principais: 1) porque todos se acostumaram desde pequenos a chamar o Guaíba de rio; 2) porque existe essa diferença na lei MUNICIPAL (tão-somente municipal) entre os 30m e os 500m de distância da primeira linha de construções a partir da margem.

    Isso posto, como o poder econômico, político, coercitivo e antiético utiliza-se à exaustão da artimanha feita por pequenas modificações velhacas feitas a conta-gotas no PDDUA através da expressão lago, torna-se natural um ataque fundamental e sistemático à sua visão negando a palavra lago.

    Em princípio, creio que tanto o vereador Beto Moesch como os advogados vinculados ao Forum de Entidades POA deveriam partir para uma estratégia de cima para baixo, procurando encontrar brechas e contradições na insuburdinação hierárquica da desobediência e da alteração de leis locais como se fossem federais realizada pelos vereadores e prefeitos dos últimos quatro ou cinco mandatos.

    O argumento “curso d’água”contempla todos os nossos interesses e não soa geograficamente incorreto.

    Portanto, pode-se utilizar normalmente a denominação que considero correta (lago) sem medo de prejuízo para a causa ativista.

    []’s,
    Hélio

    • Hélio, concordo que, seja lago ou rio, é preciso lutar pela preservação da orla. Isso é mais importante do que tudo.
      Mas quanto à denominação, perguntei a dois estudantes de Geografia – dentre os quais, o meu irmão (que não tem credibilidade para falar de futebol, mas tem toda para a Geografia) – e o que percebi é que se está muito longe de se ter um consenso sobre o Guaíba. Inclusive o meu irmão acha que, entre rio e lago, a última opção é a que o Guaíba menos é.

  3. Pingback: Discussão inoportuna « Cão Uivador

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s