Bovinóides, a vergonha do Rio Grande do Sul

O blog A Nova Corja refere-se ao Rio Grande do Sul como “Bovinão”, e aos gaúchos como “bovinóides”. O uso de tais termos é claramente para satirizar a apatia política de boa parte da população, e eu não me sinto nada ofendido. Como diz o ditado, “não me serve o chapéu”. Agora, para os legítimos bovinóides (cuja maioria é formada por pessoas da classe mérdia), ele serve perfeitamente – e são eles que virão me xingar, mandar eu ir embora, dentre outros impropérios.

Passeata saiu do Colégio Julio de Castilhos e foi até a frente do Palácio Piratini

Passeata saiu do Colégio Julio de Castilhos e foi até a frente do Palácio Piratini

Pode até parecer contraditório eu falar em “apatia política” no dia em que tivemos a volta dos caras-pintadas, desta vez com as cores da bandeira do Rio Grande do Sul, que protestaram contra o (des)governo Yeda. Mas não é, se levarmos em conta os comentários feitos na matéria publicada na página da Zero Hora.

Muitos comentaristas declaram apoio aos estudantes. Mas também há vários comentários de bovinóides, que falam idiotices do tipo “estudante tem que estudar”, “bando de alienados”, “sustentados pelos pais”, e a maior de todas: “massa de manobra dos petralhas”.

Ora, é justamente por estudarem que eles entendem que as coisas não podem continuar do jeito que estão, PORRA! Ver bovinóides – os mais legítimos alienados – chamarem assim os estudantes por protestarem contra o (des)governo Yeda chega a ser surreal. E o mais estranho, é quando eles dizem que só “quem trabalha” tem direito a protestar (típico argumento de gente de classe mérdia): pois são justamente eles, “trabalhadores”, que elegeram a Yeda e agora, por não terem argumentos para defendê-la, atacam de tudo que é jeito quem protesta contra ela.

Mas a mais surreal de todas, sem dúvida alguma, é chamarem os estudantes de “massa de manobra dos petralhas”. É uma velha tática da direita: quem se mobiliza sempre é “massa de manobra” (estranho que os bovinóides acreditem e repitam quase ipsis litteris o que diz a “grande” mídia e não se achem “massa de manobra” dela). E ainda mais tosco é falar em “petralhas”, já que o partido que deixou bem clara sua posição contra a Yeda é o PSOL, totalmente crítico ao PT e ao governo Lula. Como eu já havia escrito em novembro passado, isso é um sintoma da “burrice anti-petista”, em que o acometido vê “PT” até onde ele não está.

Anúncios

5 comentários sobre “Bovinóides, a vergonha do Rio Grande do Sul

  1. O PT perdeu a eleição no RS e está de olho em 2.010. O PSOL fez denúncias (graves) contra Yeda e nada veio até agora a tona. E com base em denúncias sem provas as ovelhinhas estudantis foram para a rua. Massa de manobra pura.

    • Putz… Eu falei claramente que é uma velha tática da direita chamar de “massa de manobra” quem se mobiliza, e me dizes logo isso? Pô, podia ser mais criativo, né?
      O PT está tão de olho em 2010 quanto o PSDB, o Demo, o PPS, o PMDB… Essa não cola. Assim como dizer que os estudantes saíram às ruas com base em denúncias sem provas: as do PSOL ainda não apareceram (se a Yeda ou algum membro da equipe dela entrar com processo, o PSOL mostrará as provas para se defender, se elas existem – mas ninguém faz nada judicialmente contra o PSOL, por que será?), mas o Feijó acusou COM provas. Ou não acreditas nas gravações dele?
      Quanto aos estudantes (eu incluído, apesar de ontem não ter estado na passeata por “descompasso de horário”, achava que o pessoal chegaria na frente do palácio perto do meio-dia, passei ali às 11:15 e não tinha mais ninguém) serem “ovelhinhas”, é melhor do que ser bovinóide.

  2. As denúncias feitas pelo PSOL estão em gravações q encontram-se no MPF. O partido acionou a Assembléia Legislativa do RS (órgão com função de fiscalizar o Executivo) e pediu à ela q requisitasse as provas junto ao MPF. O q fizeram nossos dignissímos deputados? Votaram CONTRA (toda a base aliada da Yeda). Como a desgovernadora tem maioria…

    O engraçado é q até AGORA a desgovernadora q foi rápida para acionar o MP para censurar outdoors dos sindicatos de servidores por sentir-se “ofendida” até agora ñ processou os dirigentes do PSOL. Será q os outdoors dos sindicatos eram mais “ofensivos” do q as graves denúncias apresentadas pelo PSOL?

    • Camarada Jorge, teu comentário foi ótimo, complementou o meu anterior. O PSOL, para mostrar as provas, precisa que o MPF as libere. Porém, o processo todo corre em segredo de justiça: se houver processo contra o PSOL, aí o partido terá direito a tornar públicas as provas, para se defender. Mas, ninguém do (des)governo tem coragem de processar o PSOL, por que será?
      A Yeda falou em não brigar com “bêbado de porta de bar” quando das denúncias, e já entendi o motivo dela: tá com medo de apanhar feio, hehehe!

  3. Eu fico assistindo a briga daqui.

    Vocês são tudo “massa de manobra” mesmo, he,he,he.

    Viva os gaúchos brigões, que vão tentando trazer de volta um pouco de discussão política a essa bestice que está ficando o Brasil.

    Quem sabe o movimento contra a Crusius não leva a uma mobilização eleitoral com algum significado para 2010? Porque 2002, 2004, 2006 e 2008 foram eleições predominantemente bovinóides, conduzidas por publicitários e sem nenhum tipo de debate mais consisitente.

Os comentários estão desativados.