Mais humilhações da Globo

Acho que, no fim, aquela lista das 10 humilhações da mídia será aperfeiçoada aos poucos – ou talvez tenhamos uma lista de humilhações da Globo.

Referente a futebol, me lembro do episódio acontecido na final do Campeonato Brasileiro de 1999. A Globo queria que a partida decisiva entre Corinthians e Atlético-MG ocorresse à tarde (em uma quarta-feira, 22 de dezembro), para à noite transmitir um especial de fim de ano. Porém, não conseguiu mudar o horário do jogo, que aconteceu durante a noite.

Outra lembrança boa foi a do André, do Cataclisma 14. E também é de futebol. Em 2000, como todos lembram, uma batalha judicial fez com que no lugar do Campeonato Brasileiro fosse disputado aquele monstrengo chamado “Copa João Havelange”. Um campeonato que começou bagunçado não poderia ter terminado diferente. Na final entre Vasco e São Caetano, o jogo da volta, disputado em 30 de dezembro (vê se isso é dia de se fazer jogo!), foi interrompido ainda no primeiro tempo devido à queda de um alambrado do estádio de São Januário, que deixou vários feridos. A partida foi remarcada para 18 de janeiro de 2001 no Maracanã, quando o Vasco fez 3 a 1 e se sagrou campeão.

Porém, Eurico Miranda acusou a Globo de ter editado imagens do acidente em São Januário e de ter forçado a suspensão do jogo para manter sua programação normal. Por isso, resolveu estampar na camisa do Vasco o logotipo do SBT. Tá certo, Eurico Miranda é uma figura nada exemplar. Mas ver a Globo humilhada é divertido, não dá para negar…

Outra ótima, indicação do Kayser, é relacionada à política. Mais, a Leonel Brizola, que hoje completaria 87 anos se estivesse vivo. No dia 16 de setembro de 2000, na final de um festival de música transmitida ao vivo pela Globo, os telespectadores ouviram um grito a favor do maior inimigo da emissora.

Anúncios

Um comentário sobre “Mais humilhações da Globo

  1. Pingback: APROVEITEM AS BRECHAS DA MÍDIA « HELIOPAZ

Os comentários estão desativados.