Há 20 anos, o “progresso” matava o defensor da floresta

No dia 22 de dezembro de 1988, foi assassinado Francisco Alves Mendes Filho – que o mundo todo conhecia como Chico Mendes.

Chico lutava pela Amazônia, que era também o meio de subsistência dos seringueiros como ele. A expansão do agronegócio levava à derrubada das árvores, privando os seringueiros de seu sustento.

Logo, uma luta que parecia apenas em defesa de uma classe de trabalhadores, tornou-se pela natureza e, conseqüentemente, pela humanidade. Chico Mendes chamou a atenção do mundo para a ação predatória e violenta dos fazendeiros do Acre contra a floresta e os trabalhadores.

Por defender o “atraso” que é a preservação da Amazônia, Chico foi vítima do “progresso”. Mas o mundo não o esqueceu. Jamais o esquecerá.

Chico Mendes sempre estará ao lado de cada um que lute pelo meio ambiente!

3 respostas em “Há 20 anos, o “progresso” matava o defensor da floresta

  1. “No começo pensei que estivesse lutando para salvar seringueiras, depois pensei que estava lutando para salvar a Floresta Amazônica. Agora, percebo que estou lutando pela humanidade.” – Chico Mendes

  2. Pingback: 20 anos sem Chico Mendes « Porto Alegre RESISTE!

  3. Olá

    Adorei o post,acho mto legal quando os blogueiros usam esse espaço que é nosso para fazer algo em pr´de questões primordias assim como o cuidado com o meio ambiente.
    tb faço uso do meu blog com questões assim.

    Te convido a conhecer meu blog tb,espero sua visita.

    Abraços.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s