Coisas do “país do futebol” (será mesmo?)

Li no blog sobre futebol que o Hélio Paz escreve que as craques da seleção feminina de futebol do Brasil precisaram comparecer a um compromisso na “Casa Brasil” em Pequim – desperdício de dinheiro público para tentar mais uma vez (e provavelmente não conseguir mais uma vez) trazer os Jogos Olímpicos para o país – de táxi. Enquanto isso, nossa medíocre seleção masculina tinha um ônibus à sua disposição, após o baile diante da Argentina…

Clique aqui para ler mais.

E clique aqui para ler o ótimo artigo de Idelber Avelar sobre a xenofobia anti-argentina que vigora na imprensa esportiva brasileira. Aliás, lembro que sempre associam futebol argentino à violência, mas ontem quem bateu não foi a Argentina. E lembro também que em 2003 o Corinthians enfrentou o River Plate pelas oitavas-de-final da Libertadores: os argentinos deram um banho de bola, enquanto os brasileiros só deram porrada – e perderam.

Sobre o artigo do Idelber: ele levanta uma discussão interessante de ser abordada, a respeito de alguns “dogmas patrióticos” existentes em diferentes países. No caso do Brasil, é o futebol. Em breve, escreverei mais sobre o assunto.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s