E se fosse no Brasil?

Na manhã de hoje, a pesquisa interativa do programa “Polêmica” da Rádio Gaúcha perguntava “quem tem razão, Colômbia ou Equador e Venezuela?” aos ouvintes. E o resultado foi o seguinte: 88% (sim, 88%!) diziam que a Colômbia estava certa em violar a soberania do Equador para atacar os guerrilheiros das FARC. Só 12% deram razão a Equador e Venezuela.

Dou toda razão ao presidente equatoriano Rafael Correa em protestar veementemente contra a invasão a seu território. Já Hugo Chávez, eu acho que era melhor ele se manter “na dele”: uma eventual guerra cairia do céu para seu maior inimigo, George W. Bush, que provavelmente daria apoio militar a seu aliado Álvaro Uribe.

Mas o que eu me questiono é: se os militares colombianos invadissem não o Equador, e sim o Brasil, para atacar as FARC, será que estes 88% favoráveis à Colômbia da manhã de hoje apoiariam o ato?

Uma resposta em “E se fosse no Brasil?

  1. Rodrigo,

    Eles já fizeram isso ao entrar no espaço aéreo brasileiro sobre a Amazônia sem permissão alguns anos atrás. Como foi longe da civilização e a imprensa resolveu não dar a devida cobertura isso passou batido para a grande maioria.

    Não creio que o Uribe queira guerra, já que todo o resto da América do Sul tomou partido do Ecuador, inclusive o Brasil mesmo que atrasado. A Colômbia está “sozinha” (com os EUA) nessa briga. Para mim, no momento o interesse é preparar terreno para a sua reeleição. No próximo mandato, talvez pense em colocar as manguinhas de fora tomando algumas atitudes contra seus vizinhos.

    Abraço e DÁ-LHE GRÊMIO!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s