A culpa é das árvores

Ontem, no “Painel RBS”, o estudioso do trânsito Mauri Panitz e o vice-governador Paulo Afonso Feijó culparam postes e árvores à beira de estradas e avenidas por acidentes de trânsito. Feijó perdeu sua filha há um mês atrás, quando o carro dela bateu em um poste.

Ou seja, para eles não devemos ter palmeiras e outras árvores para embelezar nossas ruas e nos proporcionar a tão desejada sombra no verão, devemos ter avenidas inóspitas, apenas com concreto e sem nenhum verde, tal como a Farrapos. Em nome da “segurança no trânsito”.

E pensar que eu achava que a violência no trânsito se devia ao excesso de carros, à cultura da velocidade, à falta de meios de transporte alternativos à opção rodoviária…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s