Simbolismos

O poder simbólico como poder de constituir o dado pela enunciação, de fazer ver e fazer crer, de confirmar ou de transformar a visão do mundo e, deste modo, a ação sobre o mundo, portanto o mundo; poder quase mágico que permite obter o equivalente daquilo que é obtido pela força (física ou econômica), graças ao efeito específico de mobilização, só se exerce se for reconhecido, quer dizer, ignorado como arbitrário.¹

O trecho acima é do livro “O poder simbólico”, que comecei a ler há pouco. Trata-se de importantíssima obra do sociólogo francês Pierre Bourdieu (1930-2002), que ao longo de sua carreira buscou desvendar os mecanismos de dominação social. Dentre eles, encontra-se justamente o poder simbólico: aquilo que nos parece algo “natural”, quando na realidade, é um padrão imposto pelos grupos sociais dominantes.

Bom para pensar: o que realmente gostamos? Nossas necessidades são necessidades mesmo, ou são “necessidades inventadas”? O que é “bom para a saúde”, é mesmo? O que se considera belo hoje não é um padrão criado em um certo momento da História?

———-

¹ BOURDIEU, Pierre. O poder simbólico. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2002, p. 14.

2 respostas em “Simbolismos

  1. Gostei muito do comentário do livro. É muito importante a divulgação de aprendizados que não apenas servem para um grupo, mas quem sabe para toda uma sociedade.

  2. Gostei do que li, tanto que achei pouco, em quantidade. Gostaria de ler mais a respeito do poder simbólico na pós modernidade. Nossa!!!! Agora fico na expectativa.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s