Os estranhos numerais de Asterix & Obelix*

Nas histórias do Asterix, seu fiel amigo Obelix costumava dizer: “Esses romanos são loucos”. Mas cursando a cadeira de Francês Instrumental (ênfase na leitura e interpretação de textos em francês) descobri que os gauleses também eram um pouco “loucos”. Pelo menos no que diz respeito à hora de contar.

Na última aula, estudamos os numerais em francês. No início, tudo bem. Aliás, os primeiros conhecemos bem por causa das gozações dos franceses em cima de nós brasileiros depois da Copa do Mundo de 1998: “Un, deux, troiszéro!”, repetiam os orgulhosos campeões mundiais de futebol à época.

Fomos vendo os números maiores. Dez por extenso se escreve dix, vinte é vingt, trinta é trente, e segue: quarante, cinquante, soixante, soixante-dix… Opa! Não escrevi errado não: traduzindo literalmente, setenta em francês significa… “Sessenta-dez”! Seria como dizer “60+10”, e segundo o professor (que é francês), isso se originou na época dos gauleses. Mas essa maluquice vale para o francês falado na França, pois na Suíça e na Bélgica se fala diferente: septante.

E olha só o oitenta: quatre-vingt. Ou seja, “quatro-vinte” ou “quatro vintes”. Suíços e belgas, mais simples, dizem huitante.

Mais estranho ainda é o noventa: quatre-vingt-dix! Tradução literal para o português: “quatro-vinte-dez”. Equivalente a “80+10” ou para ser literal: “(4×20)+10”. Mas convenhamos: estranhos por estranhos, esse é o mais maluco, pois mistura multiplicação com adição. Já que os franceses não querem chamar o noventa de nonante (como fazem os suíços e os belgas), podiam muito bem chamá-lo de trois-trente (“três-trinta” ou “três trintas”). Seria a mesma lógica do oitenta ser chamado de quatre-vingt.

Mas, assim como o futebol, a língua francesa parece não dar bola para a lógica. Bom, talvez seja por isso que ambos sejam tão fascinantes.

Agora… Uma pequena aulinha de matemática em francês da França:
0 = zero
1 = un, une
2 = deux
3 = trois
4 = quatre
5 = cinq
6 = six
7 = sept
8 = huit
9 = neuf
10 = dix
11 = onze
12 = douze
13 = treize
14 = quatorze
15 = quinze
16 = seize
17 = dix-sept
18 = dix-huit
19 = dix-neuf
20 = vingt
21 = vingt et un/une
22 = vingt-deux
23 = vingt-trois
30 = trente
31 = trente et un/une
32 = trente-deux
33 = trente-trois
40 = quarante
50 = cinquante
60 = soixante
70 = soixante-dix (“sessenta e dez”)
71 = soixante et onze (“sessenta e onze”)
77 = soixante-dix-sept (“sessenta e dezessete”)
80 = quatre-vingt (“quatro-vinte” ou “quatro vintes”)
81 = quatre-vingt-un/une (“quatro-vinte e um”)
82 = quatre-vingt-deux (“quatro-vinte e dois”)
90 = quatre-vingt-dix (“quatro-vinte e dez”)
93 = quatre-vingt-treize (“quatro-vinte e treze”)
97 = quatre-vingt-dix-sept (“quatro-vinte e dezessete”)
100 = cent
1.000 = mille
2.000 = deux-mille
10.000 = dix-mille
1.000.000 = un million
1.000.000.000 = un milliard

Anúncios

Um comentário sobre “Os estranhos numerais de Asterix & Obelix*

  1. Fantástica explanação e comparações. Assim fica mais fácil entender as loucuras da língua francesa q tenho dificuldades em aprender/apreender.
    Meu agradecimento
    Sílvia Bandeira
    João Pessoa – PB

Os comentários estão desativados.