O golpismo da RCTV

O Diego deixou um comentário na postagem sobre as besteiras do Galvão, contestando o uso da expressão “emissora golpista” para me referir à RCTV.

A RCTV não foi fechada pelo governo venezuelano. Ela apenas não teve sua concessão renovada após o vencimento, no último dia 27 de maio. Qualquer governo tem o direito de não apenas negar a renovação, mas também de cassar concessões. Se ele concede, pode deixar de conceder também.

Quem defende a RCTV precisa assistir ao documentário “A revolução não será televisionada”, produzido por jornalistas irlandeses que estavam na Venezuela durante o golpe de abril de 2002.

Se eu fosse Hugo Chávez, teria feito diferente. Eu não esperaria a concessão da RCTV terminar, a teria cassado, e ainda teria posto toda a direção da emissora na cadeia.

O próprio Chávez foi preso por tentativa de golpe em 1992. Por que não pôr atrás das grades os apoiadores do golpe de 2002?

Anúncios

4 respostas em “O golpismo da RCTV

  1. Rodrigo;

    Tu tens toda a razão no último parágrafo: os golpistas de 2002 de lá deveriam ir para a cadeira, da mesma forma que os militares de 1964 daqui.

    Mas quanto ao resto, discordo completamente de ti. Hugo Chávez está colocando a Venezuela num caminho muito perigoso, e o pior, influenciando outros países do continente a fazerem o mesmo, em democracias pouco maduras como as nossas.

    Legalmente, não ter renovado a concessão à RCTV realmente foi possível. O que já é, por sí só, um problema. Como pode o Estado decidir quem deve ter um canal de TV e quem não pode? O mesmo sitema existe no Brasil. Na prática, Chávez está acabando com a oposição e com as opiniões diversas às dele. Além disso, acabou com a função do Congresso venezuelano, se tornando um soberando em seu país. Até as manifestações populares estão sendo controladas pelo seu governo.

    Ainda bem que tu não é Hugo Chávez.

    Abraço.

  2. Diego,

    Se não há oposição formal na Venezuela (pois no Congresso há apenas representantes do governo), isso não se deve ao Chávez. A culpa é da própria oposição, que boicotou as eleições parlamentares de 2005, dizendo que elas seriam “fraudadas”: lembro muito bem que acompanhando o caso por nossa imprensa, ela própria dizia que vários órgãos internacionais (entre eles a OEA) haviam comprovado a lisura do pleito. Ou seja: se a oposição não está representada no Congresso, é porque ela mesma não quis, pois certamente receberia votos dos que não concordam com Chávez.
    Não sou fã incondicional de Hugo Chávez, só acho que não devemos acreditar de cara no que andam nos dizendo. De ambas as partes.
    Não acho que haja uma revolução em curso na Venezuela (apesar do documentário que falei ser muito bom por mostrar como a mídia de lá promoveu o golpe). Mas também não acredito de cara no que nossa tendenciosa mídia diz.

    Abraços

  3. Que horror, vou parar de ler este blog. Depois de ler essa exaltação às ações de Hugo Chávez, dizendo ainda que eles deveriam ter sido mais rígidas, perdi a esperança no mundo. Sério.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s